Relatório n.º 50 da Resposta Sazonal em Saúde – Vigilância e Monitorização (13.11.2023 a 19.11.2023)

30-11-2023

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou o Relatório n.º 50 – Resposta Sazonal em Saúde – Vigilância e Monitorização, relativo à semana 46/2023 (13 a 19 de novembro). O documento integra informação de várias fontes e organismos além da DGS, como resultado de uma articulação intersetorial, nos quais se inclui o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

Os pontos do resumo desta semana são:

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA

  • Na semana em análise (semana 46 de 2023), observou-se um aumento da temperatura do ar, encontrando-se acima do esperado para esta época do ano. Prevê-se uma diminuição da temperatura do ar na semana seguinte;
  • As coberturas vacinais contra a COVID-19 e contra a gripe, nos grupos etários com 60 ou mais anos, corresponderam a 44% e 53%, respetivamente;
  • Foi reportada uma atividade gripal esporádica com tendência crescente no âmbito do Programa Nacional de Vigilância da Gripe;
  • A notificação de casos de infeção por SARS-CoV-2 estabilizou. Desde a semana 37 de 2023 que a circulação da linhagem BA.2.86 tem aumentado, tornando-se dominante (52,2%) nas semanas 43 a 45 de 2023, ultrapassando a sublinhagem XBB;
  • Na UE/EEE, na semana 45 de 2023, a incidência de infeções respiratórias agudas na comunidade manteve o aumento em muitos países da UE/EEE, sobretudo devido a SARS-CoV-2. As deteções do vírus sincicial respiratório (VSR) continuaram a aumentar. A atividade da gripe sazonal permaneceu em níveis baixos, embora haja evidência de crescente propagação geográfica em alguns países;
  • Na semana em análise, a procura do SNS24 aumentou. Os atendimentos por febre, tosse e infeção respiratória aumentaram. A procura do INEM diminuiu;
  • Observou-se uma diminuição de consultas médicas nos Cuidados de Saúde Primários do Serviço Nacional de Saúde. A proporção de consultas por infeções respiratórias agudas e a proporção de consultas por síndrome gripal aumentaram;
  • Observou-se um aumento de episódios de urgência hospitalar, com uma diminuição da proporção destes episódios com destino o internamento. A proporção de episódios de urgência por infeções respiratórias agudas e por síndrome gripal aumentaram;
  • Em Unidades de Cuidados Intensivos, a ocupação de camas por gripe aumentou. Os internamentos em enfermaria por VSR em crianças com menos de 2 anos apresentaram uma tendência crescente;
  • A mortalidade geral esteve dentro do esperado ao nível nacional. A mortalidade específica por COVID-19 apresentou uma tendência estável, abaixo do limiar definido pelo ECDC.

RECOMENDAÇÕES

  • A análise semanal sustenta a manutenção da vacinação contra a COVID-19 e contra a gripe;
  • Reforça-se a necessidade de utilização do SNS24 como primeiro ponto de contacto com o sistema de saúde.

imagem do post do Relatório n.º 50 da Resposta Sazonal em Saúde – Vigilância e Monitorização (13.11.2023 a 19.11.2023)