Relatório de situação sobre diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal – 26-07-2022

26-07-2022

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através do Núcleo de Bioinformática do seu Departamento de Doenças Infeciosas, disponibiliza o mais recente relatório de situação sobre a diversidade genética do SARS-CoV-2 em Portugal. Até à data, foram analisadas 39.622 sequências do genoma do novo coronavírus, obtidas de amostras colhidas em mais de 100 laboratórios, hospitais e instituições, representando 304 concelhos de Portugal.

Segundo o relatório do INSA, a linhagem BA.5 da variante Omicron é dominante em Portugal desde a semana 19 (9 a 15 de maio), apresentando uma frequência relativa de 95% de acordo com a mais recente amostragem aleatória por sequenciação na semana 28 (11 a 17 de julho). A linhagem BA.4 da variante Omicron, que havia registado um aumento de frequência relativa na semana 26, tem vindo a decrescer nas últimas duas amostragens semanais (semanas 27 a 28), representando 2,7% das sequências analisadas.

Por outro lado, a linhagem BA.2 da variante Omicron, dominante em Portugal entre as semanas 8 (21 a 27 de fevereiro) e 19 (9 a 15 de maio), tem tido uma frequência relativa continuamente decrescente, registando 2,4% nas semanas 27 e 28. Têm vindo a ser monitorizadas linhagens com uma mutação adicional na posição L452 da proteína Spike (associadas à resistência a anticorpos neutralizantes), sendo que, entre estas, se destaca a circulação em Portugal da linhagem BA.2.12.1, a qual tem apresentado uma frequência relativa flutuante nas últimas semanas, não tendo, até à data, ultrapassado os 2%. É de notar que ainda não foi detetada qualquer sequência da sublinhagem de interesse BA.2.75 em Portugal.

O documento do INSA estima ainda que a circulação da linhagem BA.1 da variante Omicron, que foi dominante em Portugal entre as semanas 51/2021 e 7/2022, seja atualmente residual.

O relatório de situação sobre a diversidade genética do SARS-CoV-2 em Portugal, divulgado semanalmente pelo INSA, tem agora uma nova apresentação gráfica, que inclui um ponto de situação semanal simplificado de página única, o qual é complementado com a disponibilização de novos gráficos interativos no website dedicado ao estudo da diversidade genética do SARS-CoV-2. Esta atualização tem como objetivo facilitar a consulta e exploração dos dados deste trabalho, enriquecendo o conhecimento sobre a circulação das linhagens variantes genéticas do vírus SARS-CoV-2 em Portugal.

imagem do post do Relatório de situação sobre diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal – 26-07-2022