Instituto Ricardo Jorge coordena em Portugal estudo para avaliar exposição ao mercúrio em grávidas

04-06-2021

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através dos seus departamentos de Epidemiologia e de Alimentação e Nutrição, está a desenvolver um estudo para avaliar a exposição ao mercúrio em mulheres grávidas residentes em Portugal. Os dados obtidos com este trabalho serão importantes para apoiar a decisão em saúde pública, nomeadamente para o desenvolvimento de medidas que visem a redução da exposição ao mercúrio nesta população.

Podem participar neste estudo mulheres grávidas que residam em Portugal há três ou mais anos, com idades compreendidas entre os 18 e os 45 anos, que não tenham problemas de saúde diagnosticados e que se encontrem grávidas de um único filho. Para medir a exposição ao mercúrio no primeiro trimestre e novamente no final da gravidez, será pedido às participantes que disponibilizem uma pequena amostra de cabelo para medição dos níveis de mercúrio e que respondam a um questionário por telefone, que incluirá questões sobre estilos de vida e saúde.

Denominado “HBM4EU-MOM”, este estudo irá incluir cerca de 130 mulheres grávidas portuguesas, num total de 650 mulheres a nível europeu. As participantes poderão ter acesso aos seus resultados e a sua participação não terá qualquer custo. Os dados recolhidos serão depois comparados com dados de outros países europeus onde se está a realizar o mesmo estudo (Espanha, Grécia, Chipre e Islândia), permitindo assim produzir informação agregada a nível europeu.

O “HBM4EU-MOM” é desenvolvido no âmbito da Iniciativa Europeia de Biomonitorização Humana (HBM4EU), financiado através do Programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia e dos governos nacionais dos países participantes. O HBM4EU é um consórcio europeu que tem por objetivo utilizar a biomonitorização humana para avaliar a exposição humana a substâncias químicas, com vista a uma melhor compreensão dos seus efeitos na saúde, bem como à melhoria da avaliação e gestão do risco associado à exposição a substâncias químicas.

Considerando a atual situação epidemiológica provocada pela da COVID-19, serão tomadas todas as medidas necessárias para garantir a segurança das participantes no “HBM4EU-MOM”. Para mais informações ou participar neste estudo clique aqui ou contacte a equipa coordenadora do projeto por telefone (967 138 844 | 967 138 822) ou através do seguinte email: hbm4eu-mom@insa.min-saude.pt.

imagem do post do Instituto Ricardo Jorge coordena em Portugal estudo para avaliar exposição ao mercúrio em grávidas