EXPOSIÇÃO SOBRE MALÁRIA – INSA 2002

18-12-2016

Exposição sobre Malária realizada no Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge em 2002.

Apresentação (1)

Apresentar o papel do Instituto de Malariologia de Águas de Moura, no processo de erradicação da Malária em Portugal, e perspectivar a criação de um núcleo museológico de Ciência Médica vocacionado para a divulgação da investigação desenvolvida acerca daquela doença grave – por vezes mortal-, em território nacional, são os objectivos centrais desta exposição (2)

O espólio laboratorial, entomológico e documental do antigo Instituto foi preservado por acção do Prof. Doutor Armindo Filipe, director (1987-2002) do Centro de Estudos de Vectores e Doenças Infecciosas, sediado em Águas de Moura, concelho de Palmela.

A inventariação desta colecção, pelo Museu Municipal de Palmela, constituiu o ponto de partida para a presente iniciativa e um passo para o futuro museu, no quadro de uma estratégia de salvaguarda do património científico-cultural, neste caso particular, do património da saúde pública.

As potencialidades inerentes a esta categoria patrimonial garantem a preservação da Memória e da Identidade de uma instituição e de um lugar nas suas dimensões local, regional e nacional.

 


  


 


 


 




(1) A exposição actual é uma versão itinerante – Com redução significativa do espólio – da exposição inicial patente na Igreja de Santiago/Castelo de Palmela, de 29/11/2001 a 07/04/2002.

(2) Autoria de Maria Teresa Rosendo, Isabel Lucas e Ireneu Cruz.

imagem do post do EXPOSIÇÃO SOBRE MALÁRIA – INSA 2002