Especialista do Instituto Ricardo Jorge integra Comité Coordenador da Rede de Vigilância do VIH/SIDA do ECDC

05-05-2022

Helena Cortes Martins, responsável pelo Laboratório Nacional de Referência para o Vírus da Imunodeficiência Humana e Vírus das hepatites B e C, e pela atividade do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) relativamente à vigilância epidemiológica nacional da Infeção por VIH e SIDA, integra, desde março de 2022, o Comité Coordenador da Rede de Vigilância do VIH/SIDA (DNCC) do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) para o período 2022-2025. Esta estrutura tem como objetivo fornecer aconselhamento ao ECDC sobre matérias relacionadas com a infeção por VIH e SIDA.

A representação do INSA nesta rede de vigilância do ECDC, através da nomeação de Helena Cortes Martins como Ponto de Contacto Operacional Nacional, justifica-se pelo papel histórico da instituição na vigilância epidemiológica da infeção VIH e SIDA, gerindo a base de dados nacional que agrega a informação proveniente das notificações de casos de infeção e de SIDA, em estreita colaboração com o Programa Prioritário para as Infeções Sexualmente Transmissíveis e Infeção VIH da Direção-Geral da Saúde (DGS). De resto, a especialista tinha já feito parte do mandato anterior do DNCC.

O recém-nomeado comité será formado por nove elementos eleitos e cumprirá um mandato de três anos, entre 2022 e 2025. Ao longo desse período, irá apoiar o trabalho do ECDC relativamente à infeção VIH e SIDA, bem como o trabalho da rede de vigilância específica, através de aconselhamento relativo à vigilância, prevenção e controlo desta infeção ou quaisquer outros aspetos técnicos, epidemiológicos ou científicos. Os DNCC são específicos de cada rede de vigilância coordenada pelo ECDC e procuram espelhar o espectro de conhecimento especializado existente na rede, bem como a diversidade geográfica dos países que a compõem.

Licenciada em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, Mestre em Doenças Infeciosas Emergentes pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Assistente da Carreira Farmacêutica, Helena Cortes Martins iniciou a sua carreira no INSA em 1990, no então designado Laboratório de Referência da SIDA. No exercício das suas funções acompanhou, ao longo dos últimos 30 anos, os profundos desenvolvimentos técnicos e científicos que ocorreram no contexto da infeção VIH e SIDA, bem como as alterações epidemiológicas que resultaram dessas conquistas e que tem a honra de documentar, a nível nacional, nos relatórios da vigilância epidemiológica desta infeção que são editados anualmente pelo INSA, em colaboração com a DGS.

imagem do post do Especialista do Instituto Ricardo Jorge integra Comité Coordenador da Rede de Vigilância do VIH/SIDA do ECDC