Task Force para a Testagem com mandato renovado por mais seis meses

07-09-2021

O mandato da Task Force para a Promoção da Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal, coordenada por Fernando de Almeida, presidente do Conselho Diretivo do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), foi renovado por mais seis meses. A renovação responde à necessidade de continuar a assegurar o aumento da capacidade de testagem e cobertura, de acordo com o Despacho n.º 8826/2021 assinado pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, e publicado dia 7 de setembro em Diário da República.

“No contexto da atual situação epidemiológica, provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, e no âmbito do processo de desconfinamento atualmente em curso, com redução de medidas de distanciamento social, considera-se crucial continuar a assegurar o aumento da capacidade de testagem e cobertura, juntamente com o reforço do rastreio dos contactos em todo o país”, refere o despacho, que produz efeitos desde 1 de setembro.

Neste sentido, tendo em conta que o mandato da Task Force para a Promoção da Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal está prestes a terminar, e de forma a que possa continuar a desenvolver a sua atividade, é fundamental que possa ser renovado. A task force foi criada através de um despacho do dia 18 de março e é coordenada pelo presidente do INSA, Fernando de Almeida, e é composta por elementos do Ministério da Saúde, do INSA, da Direção-Geral da Saúde, dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, da Autoridade Nacional do Medicamento Produtos de Saúde (Infarmed) e das Administrações Regionais de Saúde.

Além do presidente do INSA, fazem parte do núcleo de coordenação elementos a indicar pelo Ministério da Saúde, pelo INSA, pela Direção-Geral da Saúde, pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), pelo Infarmed e pelas Administrações Regionais de Saúde. Para apoio técnico e logístico, serão indicados representantes da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), da Entidade Reguladora da Saúde (ERS), da Cruz Vermelha Portuguesa e do Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH).

imagem do post do Task Force para a Testagem com mandato renovado por mais seis meses