Simpósio “Exposição precoce a contaminantes e seu impacto na saúde humana”: é já na próxima sexta-feira

18-09-2020

É já na próxima sexta-feira, 25 de setembro, que terá lugar o 1.º Simpósio Nacional sobre “Exposição precoce a contaminantes e seu impacto na saúde humana”. O evento visa promover o diálogo e interação entre participantes que desenvolvam estudos sobre a exposição precoce a contaminantes através da alimentação ou ambiente, contribuindo assim para conhecer melhor a realidade nacional neste domínio.

Organizado pelo Departamento de Alimentação e Nutriçãno (DAN) do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), no âmbito do projeto “earlyMyco Early-life exposure to mycotoxins and its impact on health”, o simpósio é aberto a todos os interessados na temática, principalmente os profissionais das áreas da saúde, toxicologia, nutrição, avaliação de risco, bem como da comunidade académica, associações e indústria.

programa do evento, que decorre nas instalações do INSA em Lisboa e será também transmitido via facebook, prevê a realização de duas sessões: uma dedicada à ocorrência de contaminantes e seus efeitos na saúde humana e outra a estudos toxicológicos e de avaliação de risco, tendo como principal foco a exposição precoce. Para efetuar a sua inscrição, clique aqui.

O earlyMyco é um projeto financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, coordenado pelo INSA, através do DAN, tendo como parceiros a Fundação Champalimaud, a Escola Nacional de Saúde Pública, a Universidade de Évora e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. O projeto visa responder a questões relacionadas com o impacto de uma exposição precoce a micotoxinas na saúde da criança e do futuro adulto, promovendo a comunicação eficaz entre as ciências médicas, autoridades de saúde e toxicologistas.

A exposição a contaminantes nos primeiros 1000 dias de vida tem sido associada a alterações de saúde, constituindo um domínio emergente de pesquisa. O significado dos primeiros 1000 dias de vida, que inclui os primeiros três anos de vida a contar desde o momento da conceção até aos dois anos da idade da criança, é muito importante, não só a curto prazo, mas também a longo prazo, afetando o seu desenvolvimento imunitário, metabólico e microbiológico.

imagem do post do Simpósio “Exposição precoce a contaminantes e seu impacto na saúde humana”: é já na próxima sexta-feira