Relatório – Vacinação antigripal da população portuguesa nas épocas 2016/2017 e 2017/2018

15-03-2019

No âmbito da monitorização da toma da vacina antigripal sazonal (VAGS) em Portugal, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através do seu Departamento de Epidemiologia, disponibiliza o relatório Vacinação antigripal da população portuguesa nas épocas 2016/2017 e 2017/2018. A publicação divulga a cobertura e caraterísticas do ato vacinal referente às épocas 2016/2017 e 2017/2018 e contempla, pela primeira vez, estimativas referentes a Portugal Continental e Regiões Autónomas.

O estudo epidemiológico, transversal, utilizou dados recolhidos mediante inquérito por questionário estruturado aplicado por entrevista telefónica ao painel de famílias do instrumento de observação ECOS (Em Casa Observamos Saúde). O trabalho de recolha de dados realizou-se entre julho e setembro de 2018. A análise dos dados foi ponderada e extrapolada para a população residente em Portugal.

De entre os resultados apresentados, destaca-se o seguinte:

  • As estimativas da cobertura da vacina antigripal na época 2017/2018 foram: 20,7% na população geral; 60,8% nos indivíduos com 65 e mais anos; 41,0% nos indivíduos portadores de doenças crónicas;
  • Comparando com a taxa de cobertura estimada para a população geral, referente à época 2015/2016 (16,2%), observou-se um aumento de cobertura da vacina antigripal de aproximadamente 5% na época 2017/2018;
  • Verificou-se uma evolução igualmente positiva nos indivíduos com 65 e mais anos, tendo a estimativa pontual evoluído de 50,1% (época 2015/2016) para 57,4% (época 2016/2017) e posteriormente, para 60,8% (época 2017/2018).

Consulte o relatório em acesso aberto aqui.

imagem do post do Relatório – Vacinação antigripal da população portuguesa nas épocas 2016/2017 e 2017/2018