Relatório – Consumo de tabaco em Portugal Continental (INS 1987-2014)

13-04-2018

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, através do seu Departamento de Epidemiologia, divulga o relatório “Caraterísticas sociodemográficas dos fumadores diários em Portugal Continental: análise comparativa dos Inquéritos Nacionais de Saúde 1987-2014”. Esta publicação apresenta uma análise das principiais características sociodemográficas dos portugueses que declararam fumar diariamente e a sua evolução desde 1987 a 2014, através da comparação dos dados de cinco Inquéritos Nacionais de Saúde (INS).

Para a realização deste trabalho, foram analisados os dados recolhidos através dos INS disponíveis (1987, 1995/96, 1998/99, 2005/06 e 2014) e calculadas, na amostra inquirida, as prevalências de fumadores diários padronizadas para a idade e estratificadas para cada uma das cinco regiões do Continente, nível de escolaridade, estado civil, ocupação principal e grupo profissional. Para cada inquérito ajustou-se, ainda, um modelo de regressão logística com as variáveis mencionadas, tendo sido também ajustado um modelo conjunto. As análises foram estratificadas por sexo.

Das principais conclusões apresentadas, destaca-se o seguinte:

  • O consumo diário de tabaco tem vindo a diminuir no sexo masculino (35,2% em 1987 para 26,7% em 2014) e a aumentar no sexo feminino (6,0% em 1987 para 14,6% em 2014;
  • Os fumadores diários do sexo masculino e do sexo feminino apresentam um perfil sociodemográfico distinto; entre os homens o consumo diário verifica-se sobretudo nos grupos menos escolarizados e entre as mulheres nos grupos mais escolarizados. Em ambos os sexos se verifica que os desempregados e os divorciados apresentam maior consumo diário, ao longo do período analisado

Os resultados obtidos podem contribuir para a avaliação e o planeamento de medidas de prevenção do consumo de tabaco.

Consulte o relatório em acesso aberto aqui.

 

imagem do post do Relatório – Consumo de tabaco em Portugal Continental (INS 1987-2014)