Publicação “Envelhecimento e Violência”

26-02-2014

Já se encontra disponível para consulta a publicação Envelhecimento e Violência, desenvolvida no âmbito do projeto Envelhecimento e Violência.

O projeto Envelhecimento e Violência (2011-2014), financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, é coordenado pelo Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP e tem como entidades parceiras: o CESNOVA da Faculdade Ciências Sociais e Humanas da UNL (CESNOVA/FCSH); o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, IP (INMLCF, IP); a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV); o Instituto da Segurança Social, IP (ISS, IP) e a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Através deste projeto pretendeu-se estimar o número de vítimas de violência na população com 60 e mais anos residente em Portugal, bem como reconstituir a lógica e as condições de ocorrência de tais situações no contexto da vida familiar.

O projeto compreendeu dois estudos distintos: o estudo populacional sobre a violência e o estudo sobre vítimas de violência.

Estimou-se que 12.3% da população com 60+ anos foi vítima de, pelo menos, uma conduta de violência, por parte de um familiar, amigo, vizinho ou profissional remunerado.

Dos cinco tipos de violência avaliados (financeira, física, psicológica, sexual e negligência) destacam-se a violência financeira e a violência psicológica, ambas com prevalência de 6.3%.

Do total de vítimas, somente um terço denunciou ou apresentou queixa sobre a situação de violência vivida.
Os dois estudos realizados são indicativos da relevância que o problema tem na sociedade portuguesa e os resultados demonstram que as vítimas de violência que residem na comunidade são sobretudo vítimas da família, seja alargada ou nuclear. Os laços familiares, a proteção da família e o medo de represálias são razões fortes para silenciar as vítimas de violência e a denúncia constituiu ainda um tabu para muitas vítimas.

Consultar a publicação.

imagem do post do Publicação “Envelhecimento e Violência”