NOVEMBRO 2013

15-11-2013

Cartaz – O B.C.G. primeiro que o ABC – Número de inventário: MS.CRT.00069

Mário Neves, ilustrador

1957

Cartaz de prevenção da Tuberculose pela divulgação da vacina da BCG, tendo por título “O B.C.G. primeiro que o ABC”.

Considerada como a primeira vacina do século XX, a Bacillus Calmette-Guérin (BCG) permitia a imunidade contra a doença e foi amplamente divulgada pelo I.A.N.T. e suas congéneres internacionais através de cartazes e ações de sensibilização à população. Neste cartaz, verifica-se uma clara alusão à importância da vacinação nos primeiros anos de vida, mesmo antes da entrada da criança no sistema de ensino. Atualmente, a BCG faz parte do Programa Nacional de Vacinação e é ministrada nas crianças recém-nascidas.

O cartaz tem fundo azul, onde surge o desenho de três crianças, cada uma segurando um cartão onde está impressa uma das letras que compõem a sigla BCG. O título encontra-se em baixo e a assinatura do ilustrador, Mário Neves, no canto inferior direito.

O Museu da Saúde tem no seu acervo um total de dez cartazes deste ilustrador, todos dentro da mesma linguagem estética e relativos a campanhas de sensibilização para a vacinação e exames de rotina.

O cartaz pertence à coleção da Tuberculose, a qual preserva a memória histórica do combate contra esta doença em Portugal, entre os finais do século XIX e as três primeiras décadas do século XX, com o espólio proveniente da Assistência Nacional aos Tuberculosos (A.N.T.), instituição criada em 1899 pela Rainha D. Amélia e que teve um papel fundamental no combate à doença que grassou em Portugal no final do século XIX e início do seguinte. De facto, a criação da A.N.T. foi uma das obras de benemerência à qual a monarca muito se dedicou e que teve importância vital para o cuidado e tratamento de doentes, refletindo a preocupação de D. Amélia por questões da saúde pública.

imagem do post do NOVEMBRO 2013