Museu da Saúde – Peça do 2º Trimestre de 2018

14-05-2018

A peça do 2.º trimestre de 2018 pertence à coleção da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), um parceiro do Museu da Saúde com o qual partilha a plataforma eletrónica InWeb para divulgação das suas coleções. Trata-se de um pacemaker composto por caixa metálica de formato retangular que comporta no seu interior um gerador de impulsos elétricos ao qual se encontra conectado um cabo elétrodo.

Semelhante ao primeiro pacemaker implantado em Portugal, em 1962, por Décio Ferreira e sua equipa, a quem se ficou a dever também a conceção do aparelho, este modelo de frequência fixa, acionado por pilhas, foi utilizado na deteção e tratamento de determinadas bradi e taquisritmias. Através do elétrodo, inserido no ventrículo esquerdo do paciente, o gerador envia impulsos elétricos ao coração, de modo a restabelecer o ritmo cardíaco normal.

Criada em 1949 por um grupo de dezassete médicos, personalidades representativas da Medicina Portuguesa, a SPC tem como finalidade promover o desenvolvimento da Cardiologia com o intuito de melhorar a saúde cardiovascular da população portuguesa. Ao longo da sua existência, a SPC desenvolveu continuadamente atividades que tiveram reflexo marcante na formação médica e no desenvolvimento da Cardiologia Portuguesa.

A “Peça do Trimestre” é uma iniciativa do Museu da Saúde, em colaboração com as instituições suas parceiras, com vista a divulgação das respetivas coleções e que destaca, trimestralmente, um objeto documentado no âmbito do inventário museológico da Saúde, nomeadamente pela Cruz Vermelha Portuguesa, pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical e pelo Museu da Vida (Fundação Oswaldo Cruz). Para mais informações sobre esta peça, clique aqui.

 

imagem do post do Museu da Saúde – Peça do 2º Trimestre de 2018