Ministério da Saúde distingue Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e Programa Nacional de Diagnóstico Precoce

05-04-2019

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e o Programa Nacional de Diagnóstico Precoce foram distinguidos com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos do Ministério da Saúde, por ocasião da celebração do Dia Mundial da Saúde 2019, assinalado a 5 de abril. As distinções foram atribuídas durante a sessão comemorativa que decorreu no Auditório da Estufa Fria, em Lisboa, e foi presidida pela Ministra da Saúde, Marta Temido.

A comemorar 120 anos, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) destaca-se, entre outras funções, como laboratório nacional de referência. A implementação de sistemas de vigilância laboratorial e de mecanismos de alerta, bem como de estratégias de preparação na componente laboratorial fazem do INSA o principal responsável, em Portugal, na rápida, eficiente e eficaz deteção de situações de emergência em Saúde Pública, e pela partilha de informações e elementos cruciais para a construção de respostas adequadas, a nível nacional e internacional, face a essas ameaças.

Criado em 1979, o Programa Nacional de Diagnóstico Precoce (PNDP), também conhecido como teste do “pezinho”, é um programa de rastreio universal de saúde pública dirigido a todos os recém-nascidos, no âmbito do qual são atualmente o Hipotiroidismo Congénito, a Fibrose Quística e 24 doenças hereditárias do metabolismo. Atendendo ao número de patologias rastreadas, tempo médio de início de tratamento e taxa de cobertura a nível nacional, trata-se de um programa de grande eficácia e que pode ser considerado um dos melhores da Europa.

Na sessão comemorativa do Dia Mundial da Saúde, este ano dedicada ao tema “Cobertura Universal de Saúde”, foram ainda entregues Distinções de Mérito e Medalhas por Serviços Distintos do Ministério da Saúde a várias outras instituições e personalidades, bem como o Prémio Nacional de Saúde 2018 ao neurologista José Remísio Castro Lopes, pelo seu contributo na área da doença vascular cerebral, e o Prémio de Saúde Pública Francisco George ao psicólogo Miguel Telo de Arriaga, chefe da Divisão de Literacia, Saúde e Bem-Estar da Direção-Geral de Saúde.

A data comemorativa do Dia Mundial da Saúde foi escolhida pela Organização Mundial da Saúde em 1948, aquando da organização da primeira assembleia da OMS, celebrando-se desde 1950 no dia 7 de abril. Em cada ano, a OMS aproveita a efeméride para fomentar a consciência sobre alguns temas chave relacionados com a saúde pública a nível mundial.

A cobertura universal de saúde é o objetivo número um da OMS, sendo que a chave para alcançar isso é garantir que todos possam obter os cuidados de que precisam, quando precisam, “bem no coração da comunidade”. De acordo com a OMS, estão a ser feitos progressos, mas milhões de pessoas ainda não têm qualquer acesso a cuidados de saúde e milhões são forçados a escolher entre cuidados de saúde e outras despesas diárias, como alimentos, roupas e até mesmo uma casa.

imagem do post do Ministério da Saúde distingue Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e Programa Nacional de Diagnóstico Precoce