Médicos internos de Saúde Pública visitam Instituto Ricardo Jorge

07-05-2019

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, em Lisboa, recebeu, dia 2 de maio, a segunda de três visitas de um grupo de 26 médicos que se encontram a frequentar o 58.º Curso de Especialização em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Universidade Nova de Lisboa. A iniciativa teve como objetivo dar a conhecer um pouco melhor algumas das atividades desenvolvidas pelo Departamento de Epidemiologia (DEP).

A visita teve início com uma apresentação sobre o DEP e alguns dos projetos de investigação realizados e em curso neste Departamento. De seguida, foram apresentados outros instrumentos de monitorização e vigilância que o DEP desenvolveu e mantém vocacionados para o impacte das temperaturas extremas na mortalidade, tais como o Sistema ICARO (Importância do CAlor: Repercussões sobre os Óbitos), o Sistema FRIESA (FRio Extremo na Saúde) e o Sistema VDM (Vigilância Diária da Mortalidade).

Os futuros médicos especialistas em Saúde Publica tiveram ainda a oportunidade de conhecer o Registo Nacional de Anomalias Congénitas (RENAC), um registo nosológico de base populacional, que funciona em Portugal desde 1997, bem como o Programa de Vigilância Nacional de Paralisia Cerebral aos 5 anos de idade (PVNPC5A), um registo de cobertura nacional da paralisia cerebral que desde abril de 2018 se encontra integrado no DEP.

Na primeira visita ao Instituto Ricardo Jorge, realizada em fevereiro deste ano, haviam sido apresentados os restantes Departamentos Técnico-Científicos e Direções de Serviço que completam a estrutura orgânica do Instituto. Para o segundo semestre deste ano, está prevista uma visita às áreas laboratoriais dos departamentos mais próximos das áreas de competência e trabalho destes futuros médicos especialistas em Saúde Pública.

Estas visitas decorrem desde há vários anos no âmbito dos protocolos existentes com a ENSP e outros estabelecimentos de ensino superior e visam tornar o Instituto Ricardo Jorge e as suas atribuições e capacidades mais conhecidas destes especialistas que integrarão no futuro próximo a rede de serviços de Saúde Pública aos níveis local, regional e nacional.

imagem do post do Médicos internos de Saúde Pública visitam Instituto Ricardo Jorge