Livro de Homenagem a José Marinho Falcão – “Nunca, nunca se esqueçam das pessoas!”

03-06-2019

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através de uma iniciativa de um grupo de colegas de José Marinho Falcão, publica um livro de homenagem ao antigo diretor do Instituto Ricardo Jorge, dada a sua relevância para o INSA atual e a sua visão da Saúde Pública e da Epidemiologia. O livro foi apresentado, dia 3 de junho, em Lisboa, no âmbito da Reunião da Primavera da Associação Portuguesa de Epidemiologia.

Intitulado “Nunca, nunca se esqueçam das pessoas!”, o livro conta com prefácio de Fernando de Almeida, presidente do Conselho Diretivo do Instituto Ricardo Jorge, e contributos de antigos colegas de trabalho, alunos e amigos, que com ele partilharam múltiplas experiências e projetos variados ao longo da vida. A publicação divide-se em três capítulos principais, cada um deles associado a um aforismo frequentemente utilizado por Marinho Falcão:

 

Capítulo 1 – Nota biográfica

“Não interessa o que faças, desde que o faças bem feito!”

Inclui fotografias e um conjunto de notas biográficas sobre a vida de Marinho Falcão, abordando aspetos da família, dos amigos e da vida social e profissional, primeiro como médico e depois como epidemiologista e professor.

 

Capítulo 2 – Testemunhos

“Nada do que fiz teria feito bem sem os meus companheiros de trabalho do Centro de Saúde de Cascais, do Inquérito Nacional de Saúde, da Divisão de Epidemiologia, da Escola Nacional de Saúde Pública, do Centro de Epidemiologia e Bioestatística, do Observatório Nacional de Saúde”

Compilação dos textos escritos por algumas individualidades da Saúde Pública e Epidemiologia nacional e internacional, colegas de trabalho, amigos e alunos

Capítulo 3 – Editoriais do Observações e Comentários

“A verdade é que é revolucionária!”

Neste capítulo apresentam-se os editoriais da newsletter “Observações”, escritos por José Marinho Falcão desde setembro de 1998, data da edição do 1º exemplar, alguns dos quais comentados por colegas de trabalho ou alunos.

Estes textos, escritos com enorme clareza, rigor, assertividade e, até algum humor, permitem ao leitor compreender, facilmente, as mensagens propostas, são, na opinião da equipa de coordenação editorial do livro, “reveladores da sua grande capacidade de ‘observação’ e da sua ‘habilidade’ para encontrar soluções para os problemas identificados”.

José Carlos Marinho Falcão foi colaborador do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) entre 1994 e 2010, período durante o qual fundou e desempenhou funções como responsável do Centro de Epidemiologia e Bioestatística, do Observatório Nacional de Saúde e do atual Departamento de Epidemiologia. Foi ainda diretor do INSA entre 1999 e 2000.

Figura ímpar da Epidemiologia e da Saúde Pública em Portugal, Marinho Falcão permitiu a projeção do INSA, tanto ao nível nacional como internacional. O seu legado para a Epidemiologia e Saúde Pública em Portugal e na Europa é inegável, tendo desenvolvido vários sistemas de vigilância epidemiológica (Rede Médicos-Sentinela, Gripe, Mortalidade Diária, EUROMOMO, Sistema ÍCARO), instrumentos de observação (Inquérito Nacional de Saúde, ECOS: Em Casa Observamos Saúde), e ainda realizado vários estudos epidemiológicos que foram essenciais para a tomada de decisão em Saúde Pública. José Marinho Falcão faleceu a 14 de março de 2017.

Consulte o livro de homenagem a José Marinho Falcão em acesso aberto aqui.

imagem do post do Livro de Homenagem a José Marinho Falcão – “Nunca, nunca se esqueçam das pessoas!”