Instituto Ricardo Jorge sequencia genoma de coronavírus associado aos dois primeiros casos de Covid-19 em Portugal

13-03-2020

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge sequenciou o genoma do coronavírus SARS-CoV-2 associado aos dois primeiros casos de Covid-19 detetados em Portugal. A sequenciação do genoma do novo coronavírus pode revelar-se uma ferramenta importante a vários níveis, nomeadamente para a ação em saúde pública no contexto de surto, pois, além de poder sustentar cadeias de transmissão identificadas a nível epidemiológico, poderá também desvendar novas cadeias, bem como identificar a origem de novas introduções do vírus em Portugal.

Por outro lado, a sequenciação destes dois casos, ambos confirmados a 2 de março e estando associados a histórias de viagem a Itália e a Espanha, vai ainda contribuir para melhorar o conhecimento da variabilidade genética deste novo vírus à escala mundial, o que permitirá um melhor desenvolvimento de medidas profiláticas (vacinas) e terapêuticas, na medida em que os dados gerados pelo Instituto Ricardo Jorge foram imediatamente partilhados a nível internacional, através da plataforma online Nextstrain e do repositório GISAID.

As sequências dos dois primeiros casos de Covid-19 em Portugal, que demoraram cerca de quatros dias a ser obtidas, agruparam com sequências de outros países, incluindo múltiplos casos associados com história de viagem a Itália. Para efetuarem a sequência do genoma do novo coronavírus, os investigadores do Instituto Ricardo Jorge amplificaram laboratorialmente o material genético do vírus e de seguida a sequência completa do genoma foi identificada com recurso a tecnologias de sequenciação de nova geração e análise bioinformática, efetuada através da plataforma online INSaFLU.

A sequenciação destes primeiros casos envolveu profissionais de várias instituições, incluindo as equipas clínicas dos Hospitais São João e Santo António do Porto e de laboratórios dos departamentos de Doenças Infeciosas (DDI) e de Genética Humana do Instituto Ricardo Jorge (Laboratório Nacional de Referência para a Gripe e outros Vírus Respiratórios, Unidade de Tecnologia e Inovação e Núcleo de Bioinformática do DDI). O Instituto Ricardo Jorge sequenciará em breve o genoma do vírus associado a novos casos de Covid-19 em Portugal.

Desenvolvida pelo Núcleo de Bioinformática e pelo Laboratório Nacional de Referência para o Vírus da Gripe, sob a coordenação do investigador Vítor Borges e com o contributo do bioinformático Miguel Pinheiro (Universidade de Aveiro), a plataforma INSaFLU (“INSide the FLU”) é a primeira plataforma online, a nível mundial, de livre acesso e de fácil utilização para a integração da análise total do genoma do vírus influenza na vigilância da gripe, obedecendo às recomendações das autoridades de Saúde mundiais. Apesar de ter sido desenvolvida para o estudo da gripe, pode também ser utilizada para o estudo de outros microrganismos.

Foto: CDC

imagem do post do Instituto Ricardo Jorge sequencia genoma de coronavírus associado aos dois primeiros casos de Covid-19 em Portugal