Instituto Ricardo Jorge reedita livro “Doenças associadas a artrópodes vetores e roedores”

10-09-2019

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, através de vários dos seus laboratórios nacionais de referência na área das doenças infeciosas, decidiu publicar uma segunda edição do livro “Doenças associadas a artrópodes vetores e roedores”, por ocasião do 10.º aniversário da inauguração das novas instalações do Centro de Estudos de Vetores e Doenças Infeciosas (CEVDI) Doutor Francisco Cambournac, em Águas de Moura (Palmela). A publicação, revista e atualizada, apresenta uma sinopse das principais patologias existentes associadas a vetores e roedores em Portugal e a casuística a elas associada, entre outra informação.

As doenças infeciosas associadas a vetores constituem um grupo de doenças com grande importância clínica, epidemiológica e laboratorial. Ao longo dos sete capítulos do livro vão sendo abordados quais os artrópodes e roedores associados à transmissão de agentes infeciosos. Os principais vetores artrópodes são os mosquitos, os flebótomos, as carraças, as pulgas e os piolhos, não só porque podem transmitir um conjunto de agentes de doenças infeciosas como por algumas dessas doenças serem consideradas como as de maior mortalidade e morbilidade a nível mundial.

Este livro constitui um excelente recurso para aumentar o conhecimento sobre as espécies de vetores presentes, sua distribuição e abundância, impacte das alterações climáticas, explicar o seu papel como vetores e para detetar espécies invasoras em tempo útil, com importância na saúde pública.

“A disseminação do conhecimento produzido têm contribuído para o esclarecimento do impacto destas patologias em saúde pública em Portugal, possibilitando às autoridades competentes as ferramentas necessárias para a implementação atempada de medidas que permitam a prevenção, controlo e mitigação de doenças associadas a artrópodes vetores e roedores”, referem os autores.

O Instituto Ricardo Jorge é a autoridade competente na vigilância epidemiológica, formação e divulgação de conhecimento entomológico, participando através do CEVDI no Rede de Vigilância de Vetores (REVIVE). Desde o início da sua atividade que o Instituto Ricardo Jorge se tem dedicado ao estudo destas patologias, sendo atualmente considerado uma referência nacional e internacional ao nível do diagnóstico de referência, centro de formação e laboratório de investigação nestas áreas.

Consulte o livro “Doenças associadas a artrópodes vetores e roedores” em acesso aberto aqui.

 

imagem do post do Instituto Ricardo Jorge reedita livro “Doenças associadas a artrópodes vetores e roedores”