Instituto Ricardo Jorge e ABC – Algarve Biomedical Center estabelecem memorando de entendimento

12-06-2019

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e o Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve (ABC – Algarve Biomedical Center) celebraram, dia 30 de maio, em Loulé, um memorando de entendimento com o objetivo de estabelecer as bases do modelo de funcionamento e organização do Centro de Investigação de Entomologia Médica do Algarve (CIEMA). Este centro será responsável por desenvolver atividades na área das doenças infeciosas transmitidas por vetores.

A realização de ensaios de resistência aos inseticidas e acaricidas e o estudo de medidas de controlo testadas a nível, bem como a identificação entomológica do resultado de colheitas sistemáticas efetuadas nas regiões do Algarve e do Alentejo, no âmbito do programa REVIVE (Rede Nacional de Vigilância de Vetores), coordenado pelo Instituto Ricardo Jorge, são algumas das atividades a desenvolver ao abrigo deste acordo, entre outras.

Na ocasião, foram ainda assinados protocolos com outras entidades de saúde como o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, com vista a descentralização de serviços de instituições de carácter nacional da área da saúde para o Algarve.

Criado em 2016, o ABC – Algarve Biomedical Center é um projeto inovador, com um investimento na ordem dos 16 milhões de euros, que será complementado com financiamento dos fundos europeus. Inovação, investigação, educação, saúde e turismo são as principais componentes desta iniciativa que vai integrar um polo na cidade de Loulé e outro em Vilamoura.

imagem do post do Instituto Ricardo Jorge e ABC – Algarve Biomedical Center estabelecem memorando de entendimento