Falecimento da Dra. Zita Magalhães

14-05-2020

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge manifesta o seu pesar pelo falecimento da Dra. Zita Magalhães, viúva do Professor Doutor Jacinto de Magalhães, fundador do Instituto de Genética Médica (IGM) do Porto e do Programa Nacional de Rastreio Neonatal (PNRN), também conhecido como o “teste do pezinho”. Licenciada em pintura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, Zita Magalhães é autora do desenho do grande mosaico da gare marítima de passageiros de Leixões e do vitral do altar-mor da igreja de Nossa Senhora da Maia.

Natural de Lisboa, Zita de Magalhães foi bolseira da Fundação Gulbenkian, tendo executado ao longo da sua extensa carreira painéis em vitral para pequenas capelas e habitações em diversas cidades, assim como várias pinturas a óleo sobre tela, entre outros projetos. Em 2005, foi autora da serigrafia comemorativa dos 25 anos do IGM em homenagem ao seu fundador, Jacinto de Magalhães, cujo trabalho sempre apoiou e acompanhou de perto.

Criado em 1979, o PNRN permite atualmente detetar 26 doenças, 25 das quais de origem genética, possibilitando uma atuação precoce e um desenvolvimento mais saudável das crianças. O “teste do pezinho” é efetuado a partir do terceiro dia de vida do recém-nascido, através da recolha de umas gotículas de sangue no pé da criança, e permite diagnosticar algumas doenças graves que clinicamente são muito difíceis de diagnosticar nas primeiras semanas de vida.

O PNRN permite identificar crianças que sofrem de doenças, quase sempre genéticas, como a fenilcetonúria ou o hipotiroidismo congénito, e que podem beneficiar de tratamento precoce. Em 2019, este rastreio universal de saúde pública foi distinguido com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos do Ministério da Saúde, por ocasião da celebração do Dia Mundial da Saúde, numa cerimónia na qual esteve presente Zita Magalhães.

imagem do post do Falecimento da Dra. Zita Magalhães