Especialistas mundiais em toxicologia reunidos no Porto em congresso promovido pelo Instituto Ricardo Jorge

26-10-2018

Cerca de 200 investigadores, oriundos de 27 países, estiveram, entre os dias 24 e 26 de outubro, reunidos no Porto, no âmbito do 4.º Congresso Internacional de Toxicologia Ocupacional e Ambiental (ICOETox 2018). O evento teve como objetivo discutir e partilhar conhecimento em áreas relacionadas com a saúde ambiental e ocupacional, nomeadamente a epidemiologia ambiental, toxicologia e avaliação de exposições.

Promovido pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e pelo Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), o ICOETox 2018, o maior Congresso da área organizado em Portugal, debateu temas como contaminantes ambientais (micotoxinas e metais), qualidade do ar (interior e exterior), populações suscetíveis – com comunicações sobre exposições in utero e a importância das exposições que ocorrem ao longo da vida, nomeadamente para a síndrome da fragilidade, avaliação da toxicidade in vitro e in vivo, ecotoxicologia, toxicologia genética e nanotoxicologia.

Segundo João Paulo Teixeira, presidente do Comité Científico e Organizador do Congresso, o evento possibilitou “divulgar o trabalho feito em Portugal” e deu “a oportunidade aos jovens investigadores de contactarem com os especialistas da toxicologia”. “Ao contactarmos com os especialistas mundiais da área da toxicologia, explicarmos o que estamos a desenvolver e aquilo que ambicionamos fazer, este congresso permitiu trazer valor a Portugal, ganhar projeção a nível mundial e celebrar novas colaborações”, acrescentou o também investigador do Instituto Ricardo Jorge e do ISPUP.

“À semelhança das edições anteriores, este congresso apresentou-se como uma oportunidade para alargar o debate em torno dos temas, abordagens, avanços e desafios que importam a todos, em particular à comunidade científica portuguesa; mas sobretudo é um fórum que pretende solidificar laços, parcerias e projetos. Esta é a missão do ICOETox2018”, concluiu João Paulo Teixeira. Entre os vários oradores que marcaram presença no evento, destacam-se os nomes de Kate Guyton (Agência Internacional para a Investigação em Cancro – IARC) e Miral Dizdaroglu (National Institute of Standards and Technology – NIST).

imagem do post do Especialistas mundiais em toxicologia reunidos no Porto em congresso promovido pelo Instituto Ricardo Jorge