Curso “Malária: Diagnóstico microscópico de A a Z”

21-08-2017

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, através do Laboratório Nacional de Referencia de Infeções Parasitárias e Fúngicas do seu Departamento de Doenças Infeciosas, promove, entre os dias 11 e 13 de outubro, nas suas instalações em Lisboa, a terceira edição do curso “Malária: diagnóstico microscópico de A a Z”. A participação nesta ação permitirá aos formandos preparar e corar as lâminas assim como identificar, diferenciar e quantificar o Plasmodium.

Destinado a médicos, biólogos, farmacêuticos e técnicos de diagnóstico e terapêutica e outros profissionais da área de saúde que exerçam funções em laboratórios de análises clínicas, o curso abordará aspetos teóricos e práticos desde a preparação dos esfregaços e gotas espessas à identificação das várias espécies de Plasmodium que infetam o Homem. Os interessados em participar deverão efetuar a sua inscrição até 22 de setembro, através do preenchimento do seguinte formulário.

A metodologia de referência para o diagnóstico laboratorial da malária é a observação microscópica direta com coloração de Giemsa. A identificação das diferentes formas de Plasmodium é uma ferramenta determinante para o correto diagnóstico desta infeção parasitária que requer, além de experiência do operador, uma sólida formação nesta área, sendo o diagnóstico laboratorial fidedigno essencial para a deteção precoce, adequação da terapêutica, vigilância e controle da malária.

A solicitação do diagnóstico laboratorial desta infeção é frequente por parte de hospitais, centros de saúde e laboratórios privados, o que levou esta iniciativa a apostar numa forte componente prática com observação microscópica de preparações da coleção de Plasmodium do Laboratório Nacional de Referencia de Infeções Parasitárias e Fúngicas. Para mais informações, consultar o programa de “Malária: Diagnóstico microscópico de A a Z“.

imagem do post do Curso “Malária: Diagnóstico microscópico de A a Z”