INÍCIO
Informação e Cultura Científica
Biblioteca da Saúde
Biblioteca da Saúde

Missão

A Biblioteca da Saúde do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge é um centro de recursos de informação de referência de apoio às atividades do Instituto Ricardo Jorge e à investigação científica e académica em geral. Garante a atualização e desenvolvimento do acervo documental, o processamento bibliográfico e o acesso à informação, e preserva colecções patrimoniais relevantes para o entendimento da Saúde Pública e da Medicina em Portugal. Assegura ainda a gestão da atividade editorial e do repositório digital da produção literária do Instituto Ricardo Jorge, e zela pelo Arquivo histórico administrativo do Instituto.

Áreas de especialização

É uma biblioteca especializada em Ciências da Saúde, em particular vocacionada para a Saúde Pública nas áreas de Alimentação e Nutrição, Doenças Infeciosas, Genética Humana, Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças Não Transmissíveis, Saúde Ambiental e Epidemiologia.

Coleções

Constituída em 1901, tendo iniciado a sua atividade em 1902, ano em que o próprio Instituto entrou em funcionamento, a Biblioteca da Saúde dispõe de um fundo documental distribuído por mais de quatro centenas de publicações periódicas nacionais e estrangeiras, vários milhares de monografias, seriados, obras de referência, literatura cinzenta e analíticos, sendo considerada entre a comunidade científica e académica um apoio relevante, pela qualidade e atualidade das suas coleções.

Desde 1986, é Biblioteca OMS de referência, recebendo, ao abrigo deste estatuto, as publicações da Organização Mundial da Saúde (OMS), editadas, tanto pela sede em Genebra, como pelos seus departamentos regionais, nomeadamente o Regional Office for Europe (EURO), em Copenhaga, a International Agency for Research on Cancer (IARC), em Lyon, contando também com algumas publicações da Pan American Health Organization (PAHO), sedeada em Washington. É ainda detentora de publicações oficiais de outros organismos especializados em saúde, em particular da União Europeia, e de outras organizações europeias.

Preserva um importante acervo documental patrimonial, de salvaguarda da identidade institucional e memória coletiva, enriquecido com a incorporação de fundos bibliográficos históricos, espólios científicos e ofertas de instituições de documentação e informação e de particulares.

Utilizadores

A Biblioteca da Saúde destina-se, essencialmente, aos investigadores e técnicos de saúde do Instituto. Satisfaz, de igual modo, utilizadores externos, da comunidade científica e académica nacionais, bem como da comunidade em geral e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Serviços

Para além da leitura de presença, do empréstimo e da reprodução de documentos, a Biblioteca faculta aos seus utilizadores apoio, orientação e formação na pesquisa bibliográfica, atende pedidos de informação e promove iniciativas de divulgação das coleções documentais.

Parcerias

Colabora com organismos e em iniciativas que promovem o desenvolvimento de sistemas de informação científica e técnica nacionais e internacionais e desenvolve no âmbito do empréstimo interbibliotecas (EIB) parcerias com diversos serviços de documentação e informação na área da Saúde e do Ensino Superior. Na vertente editorial, assegura o intercâmbio de publicações com instituições intervenientes nos domínios da Saúde Pública.

Equipa

Elvira Silvestre | Coordenação
Miguel Flores | Atendimento geral / Empréstimo interbibliotecas
Francisco Tellechea | Composição gráfica
Fernanda Silva | Apoio

Contacto: biblioteca@insa.min-saude.pt

Horário de atendimento: De segunda-feira a sexta-feira  | das 09:00 às 17:00

Biblioteca Digital

 

Bibliografia Ricardiana

Versão integral de 80 obras da autoria do fundador do Instituto Nacional de Saúde, o professor Ricardo Jorge, escritas no decurso da sua actividade científica na área da Saúde Pública e fruto do seu gosto pela literatura, linguística, história, arte e política. Disponibiliza-se ainda 29 dissertações de medicina a que presidiu o júri.

 

Arquivos do Instituto Nacional de Saúde (1912-2001)

Revista oficial do Instituto, fundada por iniciativa do Prof. Ricardo Jorge em 1912. Percorrendo três fases de publicação (1912, 1946 e 1972), regista cerca de 90 anos de administração e actividade de I&D do Instituto

Arquivos do Instituto Central de Higiene (1912-1938)
Cont. por: Boletim do Instituto Superior de Higiene Dr. Ricardo Jorge (1946-1953)
Cont. por: Arquivos do Instituto Nacional de Saúde (1972-2001)

 

Monografias históricas do Instituto Ricardo Jorge

Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Lisboa: Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, 1973
Monografia comemorativa da inauguração do atual edifício-sede
Centro de Estudos de Vectores e Doenças Infecciosas Doutor Francisco Cambournac – Águas de Moura. LIsboa: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP, 2009
Monografia comemorativa da inauguração das atuais instalações
Centro de Saúde Pública Doutor Gonçalves Ferreira – Porto. LIsboa: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP, 2008
Monografia comemorativa da inauguração das atuais instalações

 

Repositório Científico do Instituto Ricardo Jorge

Repositório institucional digital que disponibiliza e preserva a produção literária desenvolvida pela comunidade científica do Instituto Ricardo Jorge. Inclui artigos de revistas científicas, comunicações a conferências, teses e dissertações académicas, livros, capítulos de livros, relatórios técnicos, documentos de trabalho, entre outras publicações.

 

Espólios científicos

Colecção de espólios científicos do Instituto Ricardo Jorge iniciada em 2009.

Reúne arquivos pessoais de personalidades contemporâneas relevantes para o conhecimento da Medicina e da Saúde Pública em Portugal, constituindo importantes fontes de investigação para o seu estudo sobretudo no séc. XX.

  • Aloísio Coelho (1925-1998)
  • José Alberto de Faria (1888-1958)
Pesquisa Bibliográfica

A pesquisa de informação técnico-científica na área da Saúde Pública pode ser efectuada numa vasta colecção documental, disponibilizando-se o acesso a um conjunto importante de fontes de informação em texto integral e a ferramentas de pesquisa de referência bibliográfica ou resumo.

Os recursos de informação apresentados resultam de uma avaliação e seleção feitas de acordo com as áreas de interesse do Instituto Ricardo Jorge e do reconhecimento internacional dos produtos bibliográficos, agregados em dois conjuntos:

  • Recursos Instituto Ricardo Jorge – produtos bibliográficos produzidos e disponíveis no Instituto Ricardo Jorge;
  • Outros recursos electrónicos – produtos assinados ou em livre acesso, disponíveis na Internet, em texto integral, bibliográficos ou referenciais.

Destaque para:

Base de dados bibliográfica que reúne os registos das monografias, seriados, analíticos de periódicos e da denominada literatura cinzenta, existentes no fundo documental do Instituto.

Portal nacional, do qual o Instituto Ricardo Jorge é membro, que reúne as principais editoras de revistas científicas internacionais nas diversas áreas do conhecimento (Elsevier, IEEE, Kluwer, SAGE, Springer e Wiley).
Base de dados especializada em Medicina e Biomedicina (1950-presente) desenvolvida pela National Library of Medicine (NLM), do U.S. National Institutes of Health (NIH), com mais de 26 milhões de referências a artigos de revistas científicas e livros eletrónicos publicados nos EUA e em outros 70 países. Trata-se da versão gratuita dos conteúdos da MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online), os quais são selecionados, na grande maioria, com base na recomendação do comité consultivo U.S. National Institutes of Health (NIH) – Literature Selection Technical Review Committee (LSTRC) e indexados por assunto através de palavras-chave/termos controlados (MeSH).
Repositório institucional, digital e de livre acesso, que disponibiliza o acervo de publicações científicas produzidas na instituição. Inclui sobretudo artigos científicos, relatórios, comunicações orais, dissertações e teses académicas, livros e posters.
Portal nacional que agrega conteúdos científicos, nomeadamente artigos de revistas científicas, comunicações a conferências, teses e dissertações, distribuídos por inúmeros repositórios institucionais portugueses.
Coleção Documental

Constituição

O fundo documental da Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge constituiu-se a partir do acervo da extinta Junta de Saúde Pública (criada em 1813) e do Laboratório de Higiene de Lisboa (fundado em 1881), incorporado neste Instituto a 24 de Dezembro de 1901. A coleção foi inicialmente atualizada com obras adquiridas pela Direção-Geral de Saúde desde a sua criação em 1899, ofertas de publicações nacionais e estrangeiras e ainda com as sucessivas ofertas do diretor-fundador do Instituto, o Doutor Ricardo Jorge.

Reunindo atualmente fundos especializados em Ciências da Saúde que ascendem a mais de 30 500 monografias e 400 títulos de periódicos nacionais e estrangeiras, o acervo da Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge apresenta, naturalmente, uma incidência especial em bibliografia na área da Saúde Pública nos domínios de acção do Instituto − Alimentação e Nutrição, Doenças Infeciosas, Epidemiologia, Genética Humana, Promoção da Saúde e Doenças Não Transmissíveis, e Saúde Ambiental −  nas suas áreas específicas de trabalho.

Os fundos estão em permanente atualização e desenvolvimento por via do estatuto Biblioteca OMS de referência, aquisições por compra, oferta, permuta e doações, sendo privilegiado na política de aquisições por compra as propostas elaboradas pelas unidades operativas do Instituto Ricardo Jorge.

Merecem especial referência os núcleos bibliográficos históricos que têm vindo a ser incorporados na Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge provenientes de extintos ou reestruturados serviços do Ministério da Saúde, nomeadamente da Secretaria-Geral do Ministério da Saúde, Direção-Geral da Saúde, Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Coordenação Nacional para a Infeção VIH/SIDA e do Serviço de Luta Antituberculosa.

Coleções

As espécies bibliográficas encontram-se organizadas em duas grandes coleções constituídas com base num critério temporal e ainda segundo outros critérios como temas ou caraterísticas especiais, agregando conjuntos de coleções topograficamente individualizadas: Fundo geral e Coleções especiais.

Acesso e preservação

A consulta local das obras do fundo geral é de livre acesso, encontrando-se a informação organizada por grandes áreas temáticas, de acordo com a classificação da National Library of Medicine – NLM (Bethesda, Maryland, USA) e as coleções especiais estão acessível mediante reserva de consulta. O acervo, na sua grande maioria, está igualmente pesquisável à distância através das novas tecnologias, assegurando-se a pesquisa bibliográfica em linha.

O acesso pode ter lugar noutras bibliotecas através do serviço de empréstimo interbibliotecas ou directamente em linha, no caso de obras digitais ou digitalizadas, através da Biblioteca Digital do Instituto Ricardo Jorge. Neste âmbito, para divulgar, facilitar o acesso e fazer face à procura das suas coleções patrimoniais, garantindo, ao mesmo tempo, a preservação das espécies, cujo papel é na maior parte dos casos especialmente frágil, o Instituto Ricardo Jorge tem vindo a desenvolver um programa de digitalizações que incide principalmente sobre espécies com valor histórico de salvaguarda da memória e identidade do Instituto e obras raras em Saúde Pública integradas no seu acervo.

Serviços bibliográficos

Pesquisa de Informação

Este serviço destina-se a atender pedidos de informações bibliográficas, gerais e especializadas, formulados pelos Investigadores e Técnicos do Instituto Ricardo Jorge, bem como pela comunidade científica em geral, no âmbito da elaboração de trabalhos científicos ou académicos, relatórios, bibliografias, entre outros.

Visa promover a investigação em Saúde Pública e proporcionar um maior conhecimento dos fundos existentes mercê da elaboração de listagens e de pesquisas bibliográficas nos domínios da Saúde Pública, que constituam áreas de acção e investigação do Instituto Ricardo Jorge.

Este serviço desenvolve actividade de investigação no seu fundo e encaminha pedidos de informação bibliográfica para as unidades operativas do Instituto Ricardo Jorge, produtoras da informação solicitada, quando necessário.

A Biblioteca reserva-se o direito de avaliar a pertinência dos pedidos que lhe são dirigidos, procurando, na medida do possível, encaminhar as solicitações fora do seu âmbito para instituições congéneres.

Empréstimo interbibliotecas

O serviço de empréstimo interbibliotecas permite o acesso directo do utilizador interno a documentação inexistente na Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge, bem como o fornecimento de reprodução, tanto de artigos de publicações periódicas, como de capítulos de monografias, pertencentes a outras bibliotecas, através do sistema de cooperação entre bibliotecas e instituições nacionais congéneres. Trata-se de um serviço recíproco, que possibilita às instituições o empréstimo de documentos do Instituto Ricardo Jorge.

Este tipo de partilha de recursos bibliográficos envolve a localização da informação a nível nacional e obtenção dos respetivos documentos.

Formação de utilizadores

Com o objectivo de apoiar o desenvolvimento da investigação científica do Instituto Ricardo Jorge, a Biblioteca promove através do serviço de formação de utilizadores o conhecimento e divulgação dos serviços e recursos bibliográficos científicos e técnicos disponíveis em Saúde e apoio na formação de competências de pesquisa e acesso à informação, de modo a tornar os utilizadores autónomos e eficazes no processo de recuperação da informação.

Além de visitas guiadas à biblioteca, estágios de formação e pesquisas de informação orientada, faculta-se formação específica a nível básico e avançado sobre o catálogo automatizado do Instituto Ricardo Jorge, portais e bases de dados bibliográficas em Saúde, de referência, resumo ou em texto integral, assinadas ou em livre acesso, visando capacitar os utilizadores na recuperação de informação relevante, através de estratégias com qualidade e explorando métodos de pesquisa adequados.