Boletim Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral – Número 4

23-09-2020

Já se encontra disponível para consulta o Boletim Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral – Número 4, divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através do seu Departamento de Epidemiologia, enquanto parceiro do Programa de Vigilância Nacional da Paralisia Cerebral (PVNPC). Neste boletim são apresentados indicadores do efeito da fase de confinamento da pandemia de SARS-CoV2 nos elementos das associações e/ou profissionais que apoiam pessoas com paralisia cerebral.

Durante a fase de confinamento, 2 em cada 3 respondentes encontrava-se em teletrabalho, sendo que apenas 1 em cada 6 nunca saiu de casa, mas admitem ter adotado outras medidas de proteção. Outros dos indicadores apresentados refere que 1 em cada 4 participantes sentiu-se muito limitado devido às medidas governamentais, apesar de confiarem nelas e na capacidade de resposta dos serviços de saúde à pandemia. Estes elementos de associações e/ou profissionais previram o regresso à normalidade mais tarde do que os outros respondentes.

O Boletim do Barómetro Covid-16 e Paralisia Cerebral – N.º4 encerra a divulgação da análise dos dados fornecidos durante o período de confinamento da pandemia, tendo partilhado a sua experiência 141 elementos de associações e/ou profissionais que apoiam pessoas com paralisia cerebral de todos os grupos etários. Muitos dos respondentes acumulam mais do que uma condição, o que mostra a complexidade deste grupo e explica a elevada perceção de risco e de preocupação expressa, envolvendo o próprio, o seu contexto familiar e um círculo mais amplo de relações profissionais, associativas e sociais.

Os próximos boletins irão divulgar como foi vivido o desconfinamento e a posterior evolução da pandemia. O Boletim Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral visa divulgar indicadores sobre como a pandemia provocada pelo vírus SARS-Cov2 está a afetar as pessoas que vivem com paralisia cerebral, entendendo-se por “pessoas que vivem com paralisia cerebral” os cidadãos que têm esta condição, os seus familiares, cuidadores e conviventes, os profissionais que os apoiam (de saúde, educação e serviços sociais) e os elementos das associações que os representam.

O Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral é uma colaboração entre a Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral, o INSA e a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), operacionalizado pelo PVNPC. Com este projeto, é feito o alargamento do Barómetro COVID-19 a toda a população que lida com a paralisia cerebral, nomeadamente as pessoas com paralisia cerebral, as suas famílias e todos aqueles que com eles trabalham.

A participação no Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral é voluntária e aberta, bastando responder ao seguinte formulário. Devido ao carácter evolutivo da pandemia SARS-CoV2, é desejável ir participando ao longo do tempo, respondendo ao inquérito semanal ou mensalmente, na medida em que assim poder-se-á perceber-se como a evolução da pandemia vai afetando as pessoas que vivem com paralisia cerebral.

Consulte aqui o Boletim N.º 4.

imagem do post do Boletim Barómetro COVID-19 e Paralisia Cerebral – Número 4