Apresentação do Relatório COSI Portugal (2016) sobre Vigilância Nutricional Infantil

07-12-2017

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, na sua qualidade de Centro Colaborativo da Organização Mundial da Saúde/Europa para a Nutrição e Obesidade Infantil, e a Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, promovem, dia 20 de dezembro (11:00), em Lisboa, uma sessão pública de apresentação do Relatório COSI Portugal 2016. A inscrição no evento é gratuita mas sujeita a registo prévio e limitada à capacidade da sala.

Numa altura em que o estudo COSI (Childhood Obesity Surveillance Initiative) completa 10 anos de existência, serão apresentados os resultados da 4ª ronda deste projeto, onde foram avaliadas 6743 crianças de 230 escolas do 1º ciclo do Ensino Básico. Os interessados em participar na sessão, que decorrerá no auditório do Instituto Ricardo Jorge e contará com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, deverão efetuar a sua inscrição através do preenchimento do seguinte formulário.

O COSI Portugal está integrado no sistema europeu de vigilância nutricional infantil, no qual participam 40 países da Região Europeia da OMS, e constitui por excelência o estudo principal que providencia dados de prevalência de baixo peso, excesso de peso e obesidade de crianças portuguesas dos 6 aos 8 anos. O COSI visa criar uma rede sistemática de recolha, análise, interpretação e divulgação de informação descritiva sobre as características do estado nutricional infantil de crianças dos 6 aos 8 anos, que se traduz num sistema de vigilância que produz dados comparáveis entre países da Europa e que permite a monitorização da obesidade infantil a cada 2-3 anos.

Coordenado cientificamente pelo Instituto Ricardo Jorge, através do seu Departamento de Alimentação e Nutrição e em articulação com a Direção-Geral da Saúde, o COSI Portugal conta com a colaboração, a nível regional, de todas as Administrações Regionais de Saúde e ainda com as Direções Regionais de Saúde dos Açores e da Madeira, designadamente o Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais da Madeira. Portugal participa nesta iniciativa da OMS/Europa desde o seu início, tendo-se realizado até ao momento quatro rondas de dados (2008, 2010, 2013 e 2016).

A obesidade infantil é atualmente a doença pediátrica mais prevalente a nível mundial, estimando-se que cerca de 200 milhões de crianças em idade escolar apresentem excesso de peso, das quais 40 a 50 milhões são obesas. Na Europa, a prevalência desta doença tem-se mantido constante, sendo particularmente preocupante entre crianças de estratos socioeconómicos mais desfavoráveis. Portugal apresenta-se como um dos países da região Europeia com maior prevalência de obesidade infantil, a par da Grécia, Itália e Espanha.

imagem do post do Apresentação do Relatório COSI Portugal (2016) sobre Vigilância Nutricional Infantil